Esqueçam o cabelo liso a 100%, que está completamente fora este Verão. Querem-se os cabelos ondulados e esvoaçantes, para os looks de dia ou de noite. Há quase 10 anos tinha o cabelo cheio de jeitos naturais: bastava-me sair à rua com ele molhado ou adormecer com ele húmido para ficar cheio de ondulações. Mas, quando gostava mais dele, era ao sair da praia. O sal no meu cabelo deixava-o mesmo giro, sabem? Com aquelas ondas super naturais que adoramos ver quando é Verão. Mas depois vieram as tintas, e os tratamentos e os alisamentos, e a personalidade (e a vida e a densidade) do meu cabelo foi-se à vida. 

Ainda no início do ano fiz um alisamento à base de queratina para que aguentasse o Inverno liso sem ficar frisado (por causa da franja que fiz na altura) e, agora, quero-o ondulado. Só queremos o que não temos, certo? Enfim… Felizmente, há produtos e tecnologia para nos ajudar a ultrapassar os problemas com o nosso cabelo e, agora, o meu drama é mesmo conseguir dar-me o aspecto que quero: as ‘beach waves’, a ondulação de praia que falo acima.  

Como com a prancha de alisar não me estava a conseguir desenrascar (acho que o facto de tentar fazer as ondas com o cabelo acabado de lavar também não está a ajudar muito), resolvi ir à Box e comprei o Curling Tong 25m da Rowenta Elite Model Look. Idealmente queria um de 32m porque gosto da ondulação mais larga, mas não consegui encontrar nem na Box (Jumbo) nem na Media Markt por isso desisti e avancei com aquele que, sendo um produto Rowenta (de confiança, entenda-se) até tinha um preço muito acessível (21.90€). E, lá vim eu, toda contente, para casa brincar com o meu novo brinquedo. Posso desde já revelar que, jeitosa como sou, consegui queimar-me umas 3 vezes em… vá… 10 minutos. Mas há de ser tudo uma questão de prática, já que vi carradas de vídeos e ainda não consegui que ficasse como queria. Enfim, hei de lá chegar. 

Mas, até esse momento acontecer, partilho convosco alguns dos vídeos que ando a ver no Youtube e que ensinam, de forma muito prática e rápida, a fazer as beach waves em casa, seja com modulador, seja com a prancha de alisar. 

Não se esqueçam é de confirmar que: a) usam um protetor de calor b) o produto é revestido em cerâmica para danificar menos o cabelo c) que usam a temperatura adequada (tentem não deixar no máximo) d) que controlam os segundos que deixam as madeixas de cabelo, para não as queimarem

Aqui ficam três vídeos da blogger brasileira Camila Coelho, autora do blog Super Vaidosa, que é um sucesso em todo o mundo mas que, sorte a nossa, fala brasileiro e, por isso, é mais fácil de perceber todos os detalhes do que se pusesse aqui vídeos em inglês. 

1. Cabelos ondulados com o Curling Tong 


Foi um destes que comprei (não desta marca, mas muito semelhante) e é realmente super fácil de usar. Há marcas brancas que os disponibilizam a partir de 20€ e talvez até menos (acho que vi um na Media Markt a 15€).  

2. Ondular o cabelo com a prancha de alisar (alisador)


Como vos disse acima, ainda não consegui atinar com este método. Não tenho muito jeito para a coisa, só pode, porque parece ser super simples e eficaz mas, comigo, os meus cabelos não aderem. Ou estou a fazer mal, ou não estou a usar os produtos indicados. Hei-de lá chegar um dia… 


3. Ondular o cabelo com modelador sem pinças


Adoro o resultado final deste penteado, mas este aparelho é o mais difícil de encontrar e, pelo que parece, também o mais fácil de fazer queimaduras. Ainda assim, poderá vir a ser um investimento no futuro. 

E vocês, usam alguma técnica especial para ondular os vossos cabelos?

post signature
◆ Seguir no Facebook