O que é bem feito também deve ser dito e elogiado, em vez de passarmos a vida a criticar e, por isso, hoje conto-vos a minha recente história nas Amoreiras. No fim-de-semana passado fui à loja Lush das Amoreiras à procura de um presente para a minha chefe. Como cheguei à pouco tempo à empresa, sou aquela que menos a conhece e, como era um presente de grupo, decidimos ir duas pessoas à procura daquele que seria O presente para ela (e sim, tinha de ser na Lush porque não há margem para erro – todas as mulheres gostam da Lush). Como sempre, cheguei com (muita) antecedência e, por isso, acabei por não resistir e entrei na loja para ir vendo o que havia, sabendo desde já que íamos fazer um cabaz com vários produtos.

Devo ter feito um ar meio baralhado pela quantidade de produtos disponíveis, meio deslumbrado pelos cheiros e pelas cores tanto que foi automático – uma das raparigas que trabalha na loja veio prontamente perguntar-me se precisava de ajuda ou se já sabia o que queria. Fê-lo de forma tão genuína e espontânea que não foi, ao contrário do que acontece em outras lojas, nada intrusiva. Expliquei-lhe a minha situação e ela, sempre prestável, perguntou se preferia ver os conjunto-presente que já estavam feitos, e mostrou-me 1 a 1. Desde logo, cheia de paciência para uma cliente indecisa que estava a fazer tempo para que chegasse a colega e a ajudasse a tomar a decisão final.

O que sei foi que “obriguei” a pobre rapariga a andar de um lado para o outro comigo, a explicar-me tudo, a dar-me a conhecer cheiros e produtos, enquanto eu delirava com as fragrâncias e as texturas. Expliquei-lhe os produtos que mais gostava e que tinha recebido para o blog, e ela complementava com imensas explicações sobre como o produto funcionava, dicas úteis, ingredientes e produtos complementares.

Resumindo: saí de lá com duas amostras para mim e completamente arrebatada. Fui o caminho todo para o jantar de aniversário a pensar no serviço que me foi prestado. Tentei lembrar-me da última vez que um serviço de atendimento ao cliente foi tão genuíno e verdadeiro, mas não me consegui lembrar. UAU! A sério, fiquei mesmo de queixo caído. Não senti, em momento algum, qualquer tipo de pressão para comprar seja o que for. Bem pelo contrário, senti apenas que era “uma amiga” que me estava a querer conhecer (aos meus gostos e à minha pele) para me poder recomendar aquilo que fosse feito à minha medida, sempre com um sorriso no rosto.

O resultado foi uma aniversariante muito contente com os presentes, e uma cliente rendida ao atendimento na loja com a certeza de que quando tiver de comprar presentes para alguém especial, quero fazê-lo ali – porque a maneira como sou recebida, e aquele ambiente, me faz sentir que ainda há esperança para algumas marcas. De facto, a marca vive pela postura dos seus colaboradores e a Lush tem um espírito e uma personalidade tão marcante que vive através das suas pessoas, e chega até nós assim: com um sorriso estampado.

Parabéns Lush, pelo vosso conceito, pelos vossos produtos, pela protecção do ambiente e dos animais, e pela maneira como nos tratam, clientes.