Há coisas que me revoltam, e há coisas que me revoltam MUITO. Se calhar a culpa é minha mas a verdade é que a Humanidade continua a desiludir-me.
Estava eu sossegadinha na minha ronda cibernáutica quando me deparo com a notícia de que uma jovem dinamarquesa foi condenada a 16 meses de prisão por… ter sido violada!!! Como é que isto é possível?!
A rapariga, Marte Deborah Dalev, que tem a minha idade (!) fez uma viagem de trabalho ao Dubai e, durante a estadia, foi violada por um colega. Acontece que um tribunal dos Emirados Árabes Unidos a condenou porque, como foi violada, manteve relações sexuais fora do casamento. Epá, isto é de loucos. Então a rapariga passa por uma das piores experiências possíveis e ainda tem de ir presa?
Mas onde é que anda a sanidade destas pessoas? Eu sei que devemos respeitar as religiões e esse bla bla bla todo, mas não consigo, simplesmente, respeitar uma religião que não respeita os mais básicos Direitos Humanos.
Felizmente, a rapariga recuperou o passaporte (que lhe tinha sido retirado) e, após milhares de pessoas terem assinado petições, foi libertada e poderá regressar à Noruega.

A sério, isto dá-me cabo dos nervos…