Millenium 4 A Rapariga Apanhada na Teia de Aranha

Já tinha saudades de um bom livro. Uma história que não envolvesse romances mas que fosse envolvente, cativante e que tivesse um mistério por detrás – sem ser assustadora, claro. Quando li o terceiro livro da saga Millenium pensei que a história tivesse ficado por ali, até porque o autor, o sueco Stieg Larsson, morreu após escrever a trilogia.

Foi, por isso, com muita surpresa que no 30º aniversário das Amoreiras fiquei a saber, pelos posters à porta da Fnac, da chegada de um quarto livro, A Rapariga Apanhada na Teia de Aranha, Saga Millennium Vol 4, desta vez escrito por David Lagercrantz. Este autor, também sueco, deu seguimento ao trabalho de Larsson e, na minha opinião, muito bem. Fiquei, desde as primeiras páginas, viciada na história. Não consigo ser imparcial – a Lisbeth Salander é, até ao momento, a personagem literária feminina que mais me cativou e este livro reforça esta minha admiração por ela.

Bem sei que se trata apenas de uma personagem de ficção, mas ela é tão profunda e obscura que é simplesmente apaixonante. Deixo-vos a sinopse oficial:

Neste thriller carregado de adrenalina, a genial hacker Lisbeth Salander e o jornalista Mikael Blomkvist enfrentam uma nova e perigosa ameaça que os leva mais uma vez a unir as suas forças. Uma noite, Blomkvist recebe um telefonema de uma fonte confiável declarando ter informação vital para os Estados Unidos. A fonte tinha estado em contacto com uma jovem mulher, uma super-hacker que se parecia com alguém que Blomkvit conhecia bem de mais. As consequências são surpreendentes. Blomkvist, a precisar urgentemente de um furo jornalístico para a Millennium, pede ajuda a Lisbeth, que, como habitualmente, tem a sua agenda própria”

Posto isto, resta-me recomendar-vos a leitura deste livro – caso conheçam já a trilogia e, caso não conheçam, POR FAVOR leiam os livros (ou vejam os filmes em sueco ou, ainda, vejam o primeiro americano com a minha adorava Rooney Mara no papel principal – e que bem que o faz). Digam-me, que livros do género me recomendam? Apetece-me devorar mais livros!