Celeiro Campo de Ourique

Esta semana tive a oportunidade de ir à inauguração da primeira loja do Celeiro com o novo conceito. Quem leu as minhas resoluções para 2017 pôde ler que, este ano, fiz um compromisso de ser mais saudável nas minhas escolhas e, se pensarmos numa loja de produtos saudáveis, acho que todas pensamos, quase ao mesmo tempo, no Celeiro.

Descobri que o Celeiro fazia mais do que vender produtos naturais quando, há uns cinco anos, uma das minhas melhores amigas (que adorava produtos biológicos e saudáveis) parou, numa das nossas idas às compras, no Celeiro para comprar uma empanadilha de cogumelos. Curiosa, pedi-lhe para provar e, desde então, é SÓ a minha empanadilha preferida. Perdi conta ao número de vezes que, nos centros comerciais, passo pelo Celeiro para trazer uma empanadilha de cogumelos enquanto estou na minha saga de compras. E passei a gostar ainda mais dela quando, em conversa com a engenheira alimentar da marca, descobri que são feitas no forno (e não fritas) e que não levam qualquer adição de gordura.

Mas deixemos de falar disto, porque já estou a salivar. Estava então a contar-vos que fui conhecer o novo espaço do Celeiro. Foi na loja de Campo de Ourique que se estreou o novo conceito que consiste em três melhorias: a criação de um novo espaço de refeições, a venda de produtos a granel e um novo menu que, como seria de esperar, é feito a partir de ingredientes naturais e biológicos.

Celeiro_Campo_de_Ourique_2Em termos de produtos, todos sabemos que o Celeiro tem uma diversidade incrível e é lá que podemos encontrar tudo aquilo que procuramos, desde suplementação a produtos biológicos frescos, congelados e até mesmo vinhos. É uma perdição passear por lá. Acho que também todos sabemos que, por norma, a comida “saudável” fora de casa é normalmente mais cara do que um hambúrguer ou uma pizza. E, por isso, o Celeiro tornou-se também uma opção a considerar por quem gosta de comida saudável (incluindo vegan), com sabor e sem gastar um balúrdio. É possível encontrar diversos tipos de combinações de menus para almoço ou lanches a preços altamente competitivos.

Celeiro_Campo_de_Ourique_Fiquei bastante surpreendida pela diversidade de refeições e snacks que pude experimentar. Para além de tudo ter um aspecto simplesmente delicioso, tudo o que provei estava realmente muito bom. E olhem que eu sou aquela pessoa que NÃO come legumes cozidos (a não ser em sopa, e muito bem passada) e bate sempre o pé quando são opções alternativas. Mas eis o que provei:

Celeiro_Hamburguer de Quinoa e GrãoHambúrguer de grão e quinoa em bolo do caco de centeio: esta opção existia em bolo do caco de beterraba e em outro bolo do caco que leva especiarias indianas. Coloquei, entre o pão e o hambúrguer, um pouco de molho tzatziki a la Celeiro, e a maionese deles também e posso-vos dizer que é divinal!

Celeiro_Hamburguer de Quinoa e Grão aSalada fria de quinoa com tzatziki: Sou completamente apaixonada por este molho e tenho mesmo de aprender a receita para o fazer em casa (costumava comprar um balde no Aldi, mas estraga-se rápido). Nesta salada, a quinoa é a base. Leva pouquíssimo molho tzatziki e leva também ervas (penso que era salsa), tomate e pepino. Uma salada muito fresca, leve e saborosa que tenho a certeza que vai fazer muito sucesso no Verão.

Celeiro_Salada de Quinoa e grãoFalafel com molho de hortelã: Não percebi muito bem o que era esta bolinha, mas era deliciosa. Molhei num pouco de molho também, e ficou melhor ainda. Perdoem-me, mas não resisto aos molhos – ainda por cima se tiver a desculpa de “serem saudáveis”.

Celeiro_Falafel com molho de hortelã aHumus de beterraba: Provei as duas versões – humus normal e de beterraba. Posso-vos dizer que eram igualmente saborosos e viciantes. Comi 2 ou 3 palitos de cenoura com o humus e a vontade era de continuar a comer toda a noite, mas eu também sou viciada em cenoura crua.

Celeiro_Falafel com molho de hortelãCogumelos recheados com quinoa e mangericão: Oh senhores, que iguaria fantástica! A combinação destes ingredientes traduz-se no cogumelo mais saboroso que comi na minha vida, e estou ansiosa por regressar para voltar a comer estes cogumelos.

A lista de pratos a provar era muito extensa, mas o meu estômago não me permitiu mais. Nem o vinho biológico – nem a versão sem álcool – eu provei, apenas as águas aromatizadas que eram muito refrescantes.

Celeiro_Trufas de spirulina e amêndoaEste novo conceito, que inaugurou agora em Campo de Ourique, vai-se alargar por todo o país durante este ano e chegar a 39 lojas Celeiro, sendo que podem encontrar as novidades na ementa a partir de dia 15 de Janeiro. Todas estas refeições contêm pouco sal e baixo teor de gordura, já para não falar dos produtos serem maioritariamente biológicos e ricos em fibra. E estamos a falar de menus completos cujos preços variam entre os 2.29€ e os 7,50€.

Fiquei mesmo muito contente com as novidades que o Celeiro introduziu, porque é sempre bom ver as nossas marcas portuguesas a crescer e a apostar em coisas que nos fazem bem. Talvez agora, que ser saudável está a ficar na moda, consigamos aprender a escolher os alimentos certos e a descobrir ingredientes que, até agora, não tínhamos por hábito incluir na nossa alimentação.