Três anos de Living in B's Shoes

Faz hoje precisamente três anos que criei o Living in B’s Shoes *YEY*. Quando o comecei, a medo, nunca pensei que fosse um projecto com “pernas para andar”. Criei-o porque, realmente, adoro escrever e “mandar bitaites” sobre os assuntos que me interessam e agora cá estou eu, três anos depois, a celebrar o modesto sucesso do blog e tantas outras coisas maravilhosas que, com ele, foram acontecendo.

Antes de mais, o blog permitiu-me conhecer pessoas incríveis. A blogosfera em Portugal, pelo menos nesta área de assuntos femininos, é um pouco competitiva. Vêem-se vários grupos e há pessoas mais ou menos simpáticas, como em todo o lado. Felizmente, orgulho-me de dizer que graças ao blog encontrei verdadeiras amigas e pessoas que sei que levo para a vida. Antes de mais, a Maria Gonçalves (do The Fashion Addicted) que foi a minha primeira inspiração. Somos amigas há mais de 15 anos e acompanhei o aparecimento e desenvolvimento do seu blog, servindo de inspiração ao meu. Depois, a Cristiana Rodrigues (do Salto Alto) que rapidamente se tornou uma das pessoas que mais gosto de sempre e com quem tenho tido a oportunidade de trabalhar frequentemente. Nunca me esqueço também das minhas queridas Su Ferro e Adelaide Nunes, duras mulheres com M grande com quem tenho passado tão bons momentos. Outras que me inspiram todos os dias com o seu dom para a palavra, como a Helena Magalhães, que me chega a fazer chorar frequentemente com os teus textos (do The Styland) e tantas outras bloggers e mulheres fantásticas que, todos os dias, se dedicam para trazer posts novos, e úteis. Para conseguir novas parcerias para divulgar novos produtos e marcas. Para fazer passatempos e premiar os leitores por serem sempre tão fiéis e motivadores. Por serem diferentes e originais.

E, acreditem, ter um blog não é coisa fácil. Não é mesmo. Acredito que para algumas pessoas o seja, por terem mais apoios (incluindo financeiro) mas, em Portugal, é quase impossível encontrar rendimentos no blog que permitam viver-se disso. Como tal, arrisco-me a dizer que 99% das bloggers portuguesas têm uma vida normal, a full-time, e ainda se dedicam ao blog em part-time. É um hobbie que consome – é preciso tirar fotografias e editá-las, é preciso escrever, é preciso encontrar inspiração mesmo naqueles dias que parece que não sai nada, é preciso planear e antecipar, é preciso procurar ferramentas novas que ajudem o nosso trabalho, é preciso ver o que é feito lá fora, é preciso procurar novas marcas e novos serviços e é preciso sermos fieis a nós próprias. E os eventos, acham que é só aquele glamour de estar com pessoas giras e bem-vestidas? Não é, mesmo… Pelo menos para quem acorda todos os dias às 7h00 da manhã, desloca-se para todo o lado de transportes e tem eventos depois do trabalho, quando estivemos mais de 8 horas concentradas e estamos tão exaustas que só queremos o nosso sofá.

Durante estes três anos pensei, algumas vezes, em desistir. Quando temos muitos problemas a nível pessoal, a vontade de escrever desvanece mas foi algo também que aprendi com o Living in B’s Shoes – quando gostamos mesmo de alguma coisa, temos de insistir e não desistir. Não há tempo? Arranja-se. Vou de férias? Planeio antes. Foram lições que retirei para o meu “eu” profissional, bem como a arte da diplomacia e o ir à luta. São mil cães a um osso no que diz respeito a marcas e parcerias e, em vez de ficar sentada à espera que as marcas e agências de comunicação reparassem em mim, aprendi a sair da minha zona de conforto e ligar, enviar emails e aparecer. O não está sempre garantido mas, se continuasse cheia de vergonha de me apresentar, nunca iria a lado nenhum.

Portanto, o que é que posso dizer destes três anos de Living in B’s Shoes? Que tem sido uma aprendizagem constante, cheia de momentos incríveis e de pessoas inesquecíveis, de onde estou a retirar lições para a vida. Se quero ser uma super estrela dos blogs e ser mega conhecida? Não. Quero apenas poder acrescentar algo de novo e positivo na vida de quem dedica um bocadinho do seu tempo a ler o blog, e espero continuar a trazer ideias giras e diferentes (sendo que estão SEMPRE convidados/as a sugerir temas que achem interessantes).

E, claro… um MEGA OBRIGADA a todos os que, ao longo destes três anos, têm seguido as minhas aventuras no Living in B’s Shoes. Adoro o vosso carinho todos os dias, a sério que sim *lágrimazinha no canto do olho*

Venham mais anos, e que continuem por aqui comigo <3