Dia 31 de Maio inaugura publicamente o The Sweet Art Museum – o museu dos doces que deixou a malta nova cheia de vontade de ir a um museu.

Fui uma privilegiada e tive o prazer de estar presente na véspera, para conhecer o espaço e vos poder mostrar o que podem esperar lá dentro. Posso dizer-vos desde já que é tudo Instagramável, que dá vontade de trazer e comer tudo. Não acreditam em mim? Continuem a ler!

The Sweet Art Museum: o museu dos doces em Lisboa

O The Sweet Art Museum localiza-se em Marvila que, embora longe do centro, tem alguns autocarros que param mesmo na rua de baixo. Por isso, não há desculpas para quem for de Lisboa e arredores.

The Sweet Art MuseumÉ muito fácil perceber quando chegámos ao armazém do The Sweet Art Museum. A fachada cor-de-rosa não deixa margem para dúvidas – vamos entrar no paraíso. Bem, no paraíso não sei, mas garanto-vos que é um espaço onde o sorriso está presente do início ao fim (mesmo para quem não é fã de doces como eu).

Desenganem-se se pensam que chegam ao The Sweet Art Museum e se vão deparar com filas enormes de pessoas. Para entrar, têm de ter hora marcada (e bilhete comprado, ou na ticket line ou à porta). Ter hora marcada vai evitar as multidões à porta mas também garantir que as visitas correm na perfeição e que todos conseguem ter as salas minimamente livres de gente para conseguirem aproveitar o espaço e fotografar ao máximo.

A piscina de marshmallows

The Sweet Art MuseumComeçamos pela sala mais esperada: a piscina de marshmallows. Não, não são doces reais. São pedaços de esferovite (ou assim o pareciam) em forma de marshmallows. Há uma prancha para os mais ousados (cuidado, que não é assim tão profunda) mas também escadas para os seres mais normais.

The Sweet Art MuseumÉ obrigatório ir descalço e sem pertences pessoais, mas podem deixar tudo nos vários cacifos para se divertirem ao máximo. São apenas 10 minutos nessa sala, por isso aproveitem ao máximo.

The Sweet Art MuseumQuando saírem da piscina, recebem um cone com três marshmallows verdadeiros para devorarem até à próxima sala.

Sala dos gelados

The Sweet Art MuseumSegue-se a sala dos gelados, toda ela concebida a rigor. Há estátuas de gelados para posarmos à vontade e, claro, um gelado verdadeiro para provar. É artesanal e foi escolhido pelo público.

The Sweet Art MuseumAdivinham o sabor? Ovos moles! No The Sweet Art Museum vão poder provar um pouco de gelado de ovos moles.

The Sweet Art MuseumDaqui a uns tempos o sabor irá ser outro – quem sabe se será o famoso pastel de natal?

A sala da piscina de bolas

The Sweet Art MuseumNa sala seguinte há muitas espirais que fazem aquele efeito de estar tudo a andar à roda, sabem? É que, para além de visual, o The Sweet Art Museum também é muito sensorial.

The Sweet Art MuseumAqui há uma piscina de bolas, também não comestíveis, e chupa-chupas em tamanho gigante para quem quiser posar.

The Sweet Art Museum

The Sweet Art Museum

A sala dos Gummy Bears

The Sweet Art MuseumPassamos para a sala dos Gummy Bears – gomas em forma de ursinho que, aqui, estão em tamanho gigante. Há um recanto especial nesta sala, embutido na parede como se fosse um refúgio. Aí, onde só conseguem entrar de gatas, encontram a palavra SWEET espelhada e repetida infinitamente. Bem, quase. Mas é um espaço meio zen onde tiram umas fotos giras. No final, não se esqueçam de pedir as vossas gominhas verdadeiras em forma de urso, of course!

The Sweet Art Museum

A sala do carrossel

The Sweet Art MuseumSeguimos para a sala do carrossel que, embora não ande, fez as nossas delícias – e umas fotografias bem originais. Faz lembrar aqueles carrosséis clássicos só que, em vez dos póneis, temos cakepops.

The Sweet Art MuseumE não anda, mas dá para sentar e posar, enquanto nos perdemos de amores pelo resto da sala.

A sala dos unicórnios

The Sweet Art MuseumA sala que se segue é a despedida e o tema são unicórnios. Eles existem por aquelas bandas, e são tudo aquilo que esperávamos: doces e cor-de-rosa.

The Sweet Art MuseumHá uma estátua em forma de unicórnio, muitas frases, um baloiço em forma de nuvem onde nos podemos mesmo balançar e uma parede para tirarmos rebuçados consoante o nosso estado de felicidade.

The Sweet Art Museum

The Sweet Art MuseumPara terminar, não deixem de tirar uma fotografia numa sala minúscula que, embora não a saiba bem descrever, tem um tapete em forma de língua e acho que representa na perfeição o estado de todos nós neste museu: em êxtase, sempre à espera do próximo doce.

O The Sweet Art Museum é um ponto de paragem obrigatória em Lisboa, com um conceito muito original e bem disposto. Para quem adorar doces, para quem quiser tirar fotografias giras, para quem quiser um passeio diferente ou para quem precisar de algo que o faça sorrir, this is the place to go.

Aqui não há espaço para tristeza, que fica toda à porta. Aqui há diversão, há pormenores incríveis, há cor, há música. Há uma experiência que vale a pena, não apenas para as crianças e millenials – os adultos também vão adorar, prometo!

Informações úteis

Morada

Rua José Domingos Barreiros, 2F – Armazém 5, 1950-161 Lisboa (Marvila)

Horários

  • Quarta, Quinta, Sexta: 11h – 21h (última entrada às 20h30)
  • Encerra às Terças
  • Sábados, Domingos e Feriados: 10h – 20h (última entrada às 19h30)
  • 3ª Terça-feira de cada mês: Espaço reservado para a visita de Instituições de Solidariedade Social (19 de Junho, 17 de Julho e 21 de Agosto)

Preços

  • Normal: 20€
  • + 65 anos e Mob. Condicionada: 15€ – Seleccione no processo de compra os descontos aplicáveis
  • Grupos + 4 pessoas: 17,5€/pax- Seleccione no processo de compra os descontos aplicáveis
  • Crianças até 3 anos não pagam

1€ por bilhete reverte para a Terra dos Sonhos

FACEBOOK | INSTAGRAM