the body shop linha capilar de banana

Comecei por conhecer a The Body Shop através suas manteigas corporais tão distintas, sempre com fragrâncias e texturas tão diferentes. Foram elas que me fizeram visitar tantas vezes a loja que, há muitos anos, existia na baixa de Setúbal. Lembro-me de ir lá todas as semanas, quando aquelas ruas ainda estavam cheias de lojas fantásticas. Era na The Body Shop que comprava muitos presentes de aniversário para amigos e família mas, na altura, só gostava mesmo das manteigas corporais. Bem, com essa idade era a única coisa que a minha mãe me deixava comprar.

Desde que tenho o blog, tive oportunidade de apreciar a evolução desta marca que, desde o seu início, tem sido bastante sustentável e uma lutadora pelos direitos dos animais e das comunidades. Assisti ao lançamento de novos produtos, de novos packagings, de campanhas de apoio a causas muito nobres e aplaudi de pé o seu sucesso.

Hoje, não vos venho falar sobre produtos de corpo, nem sobre as maquilhagens que, descobri recentemente, são cada vez melhores. Hoje falo-vos sobre os novos produtos para o cabelo que recebi para experimentar, e que foi isso mesmo que fiz.

O pré-champô Coconut Oil
O pré-champô é um óleo nutritivo que se deve colocar no cabelo pelo menos cinco minutos antes da lavagem. O ingrediente principal deste óleo, o côco, é extraído das ilhas Samoa e misturado com outros óleos de forma a criar um produto sem quaisquer silicones.

Tenho usado sempre duas nozes deste óleo para espalhar no cabelo, desde a raíz até às pontas e deixo actuar sempre cerca de 20 minutos antes do banho. No entanto, este óleo pode ser usado de duas outras maneiras. Caso pretendam uma hidratação ainda mais profunda, podem deixa-lo actuar durante a noite. Caso pretendam um cuidado diário como leave-in, basta espalhar um pouco do óleo pelo comprimento dos cabelos, ou apenas nas pontas, para evitar pontas espigadas.

O champô
The Body Shop BananaApesar de ser um produto formulado para bastante hidratação, confesso que não senti o meu cabelo mais suave apenas com a lavagem com champô. Acontece-me com alguns champôs mas, como nunca lavo apenas o cabelo com champô, passei logo para o amaciador porque, na verdade, é suposto que o champô seja sempre acompanhado de algo mais nutritivo (seja amaciador, máscara ou ambos). Já no que diz respeito à sua função – lavar – fá-lo bastante bem e consegue remover a oleosidade e sujidades.

Curiosamente, e porque estas informações são sempre úteis, o champô está colocado numa embalagem 100% reciclada (palminhas, palminhas!)

O amaciador
The Body Shop BananaEste é um amaciador bastante eficaz, deixando o cabelo muito suave e brilhante. Quando tenho pouco tempo, uso apenas o amaciador em conjunto com o champô, e a suavidade dos fios é notória assim que passo o cabelo por água. Ainda assim, especialmente em dias de praia ou piscina, gosto de passar também uns minutos com a máscara.

A máscara
The Body Shop BananaDeixo a máscara actuar no comprimento do cabelo apenas enquanto lavo o corpo. Na embalagem falam em cerca de 5 minutos de actuação mas, para mim, o tempo da lavagem do corpo é o suficiente para fazer diferença no resultado. Se achava que o cabelo já vinha muito suave do amaciador, quando aplico a máscara fica ainda mais suave e hidratado.

O veredicto
A banana nunca foi a minha fruta preferida. Não é, por isso, de estranhar que esta não seja a fragrância que mais me agrada quando abro os produtos e os aplico no cabelo. Para o meu olfacto, o cheiro dos produtos é um pouco enjoativo quando os aplico. No entanto, e felizmente para mim, o cheiro que fica no cabelo já seco é muito discreto. O suficiente para ser agradável, pelo menos. Embora, na verdade, a suavidade e nutrição com que os meus cabelos ficam logo de seguida vale bem a pena.

Com uma validade mínima de 6 meses (sim, que todos os produtos de beleza que usamos têm prazos de validade) e ideal para todos os tipos de cabelo, esta linha de banana da The Body Shop é uma escolha segura para todos os que amam banana (e não só) e para quem quer realmente nutrir os cabelos e deixá-los brilhantes. Fica apenas a ressalva importantíssima que, apesar de deixar os cabelos realmente nutridos, não ficam pesados – bem pelo contrário, ficam soltos e muito leves, sem aquela sensação de oleosidade que muitas linhas de hidratação extra deixam no cabelo.

Embora não seja a minha fragrância de sonho, o resultado vale 100% a pena! Resta-me agora descobrir se, em Portugal, já existem as outras linhas capilares, especialmente a de Green Tea, que foi uma das minhas preferidas para o corpo.


Disclaimer: Este artigo foi escrito com base num conjunto de produtos enviados pela marca. No entanto, toda e qualquer opinião expressada neste artigo é 100% imparcial e resulta da experimentação dos produtos na primeira pessoa de forma a partilhar uma opinião isenta e real.