Perda de peso Be-Slim
  • Peso da semana: 63,3kg
  • Peso da semana anterior: 63,3kg
  • Peso pretendido: 58kg

Comecemos pela parte má…

O peso esteve praticamente estagnado. Mais uma semana se passou, cheia de eventos e encontros onde a alimentação esteve muitas vezes descurada. Não há milagres se não houver empenho e aqui a culpa é minha e só minha. Especialmente nesta altura do mês, o maldito TPM, que me deixa com uma vontade sôfrega de comer certas coisas (porcarias, vá) de repente, e aí de quem se meta no meu caminho. Houve sushi, houve pizza, houve vinho. Enfim… Sim, é claro que todos estes factores contribuem para uma estagnação do peso e sim, quando estou nesta altura do mês faço uma maior retenção de líquidos e, consequentemente, fico mais inchada (sim meninas, aposto que sabem bem o que estou a sentir).

Agora a parte boa…

Drenante – houve uma aposta irremediável no drenante para ajudar à retenção de líquidos e o regresso do velho e bom chá verde, que já sabe tão bem quentinho, no trabalho ou em casa no sofá.

Exercício – Para além disso, na semana passada regressei ao ginásio (no Fitness Hut do Arco do Cego). Não foi um regresso fácil, especialmente pelas dores que senti nos dias seguintes. Comecei por uma aula de 45 minutos de Cycling (que me arrependi passados 10 minutos) e fiz outra de Body Pump na quinta-feira, que me arrumou por completo para os dias seguintes. Esta semana já fiz duas caminhadas de duas horas, e hoje prossigo para uma nova aula de Body Pump quando sair do trabalho, e amanhã uma de step. A recomendação da Be-Slim é que faça especialmente cardio, para ajudar a perder os quilinhos que faltam e é isso que quero fazer.

Antes & Depois – Sim, sei que tenho cometido alguns excessos mas tenho de reconhecer o meu progresso. Na semana passada, a propósito da Moda Lisboa, voltei a vestir umas calças de napa que já não vestia desde o Inverno passado. Quando as vesti novamente, nem queria acreditar: já não estavam justas! Pelo contrário, ficava larga na barriga e folgada nas pernas. Olhei-me ao espelho e gostei do que vi. Olhei-me ao espelho e senti-me bem. As diferenças são muito significativas, se comprarmos um look muito semelhante, com as mesmas calças, com 6 meses de diferença (na imagem acima).

No fundo é isto que quero dizer: com esforço e motivação vai-se chegando onde se quer. E mesmo tendo cometido erros e deslizes (desculpem, sou humana e não consigo dizer sempre que não a pratos menos saudáveis), continuo a melhorar em direcção àquilo que pretendo. Obrigada, Be-Slim! Vão lendo os meus diários semanais nesta aventura: