Rowenta Respectissim 7/7

Tenho uma placa alisadora com cerca de 8 anos que, apesar de cumprir a sua função, sinto que já está super desactualizada face às novas tecnologias que surgiram. Quando a uso, o meu cabelo fico automaticamente cheio de electricidade estática e as próprias placas, que são arcaicas, repuxam o cabelo e até chegam a arrancar alguns. Felizmente não voltei a precisar dela porque fiz um alisamento no Inverno passado e, no Verão, gosto dele meio ondulado.

Só que, agora, resolvi cortar os meus longos cabelos até ligeiramente abaixo do ombro. O meu cabelo até está meio liso, com alguns jeitos, mas fica com um volume esquisito e, com a humidade, fica com um efeito frisado. Só que, para gostar do meu corte, preciso que os cabelos estejam 100% lisos e soltos.

E é aqui que surge o Respectissim 7/7, um alisador que a Rowenta me enviou para experimentar e que me tem dado um jeitaço daqueles pelos vários motivos que vos vou contar abaixo.

Rowenta Respectissim 7/7

O Respectissim 7/7 é um alisador para ser usado diariamente, sem medos. Isto porque inclui a função 7/7, a 170º, que protege os fios de cabelo evitando que fiquem danificados. Este é sempre o meu maior receio quando uso qualquer tipo de aparelhos no meu cabelo, incluindo o secador. As altas temperaturas danificam o cabelo e ainda por cima os alisadores são aplicados directamente nas madeixas. Apesar de usar um protector de calor, continuo sempre a ter algum receio. Mas confesso que esta função me deixa mais tranquila.

Entrando em detalhes mais técnicos… Quanto às placas do Respectissim 7/7, são revestidas por cobre e silicone e distribuem o calor de forma uniforme, tem um termostato digital com display LED e a temperatura pode ser alterada entre os 130º e os 200º.

Rowenta Respectissim 7/7

Aqui eu não mexo porque já que tem a temperatura ideal (a função 7/7 que corresponde aos 170º graus) e porque, mais uma vez, tenho um medo gigante de queimar o cabelo. Por outro lado, adorei o facto de o cabelo, após alisar, não ficar com electridade estática, o que me acontecia com a outra placa que tinha.

Não posso falar da performance do Respectissim 7/7 num cabelo ondulado ou muito comprido porque não é o meu tipo de cabelo. Mas, quanto a mim, demoro menos de 5 minutos por dia a a esticar o cabelo para conseguir o resultado que quero a 170º graus, porque ele é curto e só tem jeitos e volume. Claro que para cabelos mais difíceis, podem aumentar a temperatura e demorar mais tempo e não deixo de recomendar que usem sempre um protector de cabelo, antes do secador e antes da placa.

Para verem todo o processo, fiz um pequeno vídeo onde mostro desde os produtos que uso para proteger o cabelo (Elnett Spray Protector Lisos, que já vos mostrei AQUI e o sérum Monoi & Argan d’O Boticário para proteger as pontas e reduzir o frizz, que fiz a review AQUI), até ao alisamento completo do início ao fim, com o resultado final.

Conclusão? O cabelo fica liso, solto, brilhante e suave! Até fiz um vídeo para verem o quão rápido é para mim, diariamente, e depois do meu cabelo seco, alisá-lo e como ele fica maravilhoso!

Quanto ao preço, custa 55€ e a partir de 1 de Novembro, e durante esta época natalícia, na compra do Respectissim 7/7, ou na compra de qualquer produto da gama Respectissim (que inclui também o Liss&Curl e Precious Curls) ganham uma balança de casa de banho da Agatha Ruiz de la Prada (o melhor era que, quando chegasse cá a casa, apontasse o mesmo número na balança que a que aparece aqui em baixo, mas isso já são contas de outro rosário…): 

Agatha Ruiz de la Prada

 

Ganhei um novo elemento para a minha wishlist de Natal!