Este post foge um pouco à rotina que se faz sentir aqui pelo Living in B’s Shoes mas é por uma boa causa. Outubro é o mês da prevenção do cancro da mama e é mesmo importante falarmos sobre este tema.

Acho que todos nós conhecemos alguém que sofre de cancro ou que sofreu por perder alguém que tinha cancro. É algo que não escolhe idades ou sexos e nem faz muita diferença se tivemos uma vida saudável e sem vícios, porque até esses podem ser vítimas. Falo por mim e sei o quanto custa conhecermos alguém que trava uma batalha dessas. Independentemente de qual seja o tipo de cancro, é sempre uma batalha dolorosa e que atinge não só o paciente como todos aqueles que gostam dele. É um sufoco constante, uma pedra no peito, um peso nas costas.

E, por isso, o cancro é um assunto sobre o qual tem de se falar porque apesar de ainda não haver a cura para este mal, há maneiras de o evitarmos – pela prevenção. E o mês de Outubro fala, especificamente, da prevenção do cancro da mama.

A Liga Portuguesa Contra o Cancro, sobre este tema, deixa-nos alguns dados absolutamente surpreendentes e preocupantes sobre o galopar do cancro nas mulheres: “Estima-se que na Europa surjam todos os anos 430 000 novos casos e que uma em cada 10 mulheres venha a desenvolver a doença antes dos 80 anos”.

O cancro da mama é o tipo de cancro mais comum entre as mulheres (não considerando o cancro da pele), e corresponde à segunda causa de morte por cancro, na mulher. Em Portugal, anualmente são detectados cerca de 4500 novos casos de cancro da mama, e 1500 mulheres morrem com esta doença”. Não quero colocar mais citações porque acho que estes números já são impactantes por si só e já nos deixam num estado de alerta geral.

E, como tal, compreendem a urgência de darmos importância a este tema, certo? Quer seja por nós próprias, como pelas nossas irmãs, mães, avós, tias e primas. É preciso insistirmos que façam rastreios e que evitem os factores de risco. É preciso confirmar os historiais de família e fazer controlos regulares e rigorosos.

Apesar dos rastreios serem mais comuns sobretudo a partir dos 40 anos, há cada vez mulheres mais novas que desenvolvem cancro muito antes, quer por herança genética, quer pelos factores de risco (bebidas alcoólicas e inactividade física são alguns dos apontados).

O problema é que, para haver estes materiais de rastreio e controlo, é preciso investimento. E o investimento vem de onde? De muitos locais, incluindo de nós. Há várias marcas que, sobretudo no mês de Outubro, apostam em iniciativas ou produtos cujas vendas revertem a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro ou, especificamente, da Laço – uma instituição sem fins lucrativos destinada apenas a este tipo de cancro.

Se quiserem ajudar, já há marcas com edições especiais para esta data:

AVON

A AVON, que através da sua ajuda, conseguiu fornecer vários Mamógrafos a Instituições médicas, tem este ano dois produtos específicos: Uma bolsa cor-de-rosa para telemóvel (4.50€) e uma pulseira de corrente (3.00€). Se quiserem encomendar qualquer uma delas, podem falar directamente comigo através do meu email (livinginbsshoes@gmail.com).

Hard Rock Café

Hard Rock Café

Dia 23 e 26 de Outubro, Mikkel Sonaldo e Peste&Sida, respectivamente, vão dar concertos solidários para a campanha PINKOTOBER (em vigor nos Hard Rock Cafes de todo o mundo há 15 anos). Os bilhetes custam 6€ e o seu valor na totalidade reverte a favor da Laço. Para além disso, há merchandising de edição limitada para venda.

Nestlé Fitness

Nestlé Fitness

O objectivo é “pintar Portugal de rosa” e, para isso, basta dedicarmos um laço no mapa da aplicação de Facebook da Nestlé Fitness. Por cada laço, a Nestlé compromete-se a doar 1€ à Associação Laço em nosso nome.

Zumba Fitness Party

Zumba Fitness Party

8 mil pessoas e 3 horas de ritmos quentes é o que se espera neste espectáculo a realizar no MEO Arena com bilhetes entre os 20 e os 25 euros. Adriana Lua, Noa e Camané são alguns dos artistas que vão fazer parte do evento.

Swarovski Pink Hope

IMG_9492

Foto retirada de http://apipocamaisdoce.sapo.pt/2014/10/swarovski-pink-hope.html

A blogger A Pipoca Mais Doce e a artista ilustradora Irene Filipe criaram este projecto onde, juntas, chegaram a uma t-shirt com uma essência positiva assente na figura do flamingo, de 25€. Também está disponível a pulseira Pink Stardust em que 10% das vendas também revertem para a Laço.

Raising Awareness

Raising Awareness

Quando o cancro surge dos 30 anos é um choque ainda maior. Foi por isso que o blog ondachoc.tumblr.com foi criado – para servir o propósito de alertar para este problema. Agora, a autora do blog (Marta) juntou-se à arquitecta Inês para desenharem um colar em prata (18€) e um em prata dourada (20€), que revertem 5€ de cada venda à Laço.