Crioterapia e o poder do frio BsRoadToFit

Uma semana depois de ter regressado à Body Concept já tenho algumas coisas para vos dizer sobre os novos tratamentos que ando a fazer.

Primeiro, se ainda não viram o momento da avaliação e do regresso à Body Concept, aproveitem para ver o vlog onde mostro todas as medidas que me tiraram:

E então, tal como vos falo no vídeo acima, este primeiro mês é uma espécie de detox. Por um lado, para enfrentar a maldita celulite que piorou desde a operação. Por outro, para tentar fazer um detox dos corticoides e da alimentação péssima que andei a ter.

Durante este primeiro mês, estou a ir duas vezes por semana à Body Concept no Saldanha e, durante cerca de uma hora, faço dois tratamentos – crioterapia e pressoterapia.

Hoje, venho falar-vos sobre a crioterapia. Este tratamento tem como objectivo a “eliminação da celulite, flacidez, gordura localizada e excesso de peso”, através da actuação do frio nas zonas a tratar.

A primeira coisa a fazer é enrolar uma toalha pequena em torno das nossas cuecas porque, a seguir, vamos vestir uma cinta compressora que está embebida no princípio activo crio-terapêutico. Não sei ao certo o que leva este líquido no qual é embebida a cinta, mas tem um cheiro muito forte a cânfora, que ajuda até a limpar as vias respiratórias.

Em poucos minutos, começo a sentir a zona a ficar bem fria (parece que desce a temperatura corporal em cerca de 15 graus). Desta forma, o organismo vai tentar compensar a alteração drástica de temperatura, havendo um “gasto energético potencia a queima de gorduras acumuladas, melhora a circulação sanguínea e, consequentemente, a retenção de líquidos e derrames”. Dizem ainda que ajuda na firmeza e luminosidade da pele.

Este tratamento dura precisamente 20 minutos, altura em que despimos os calções, vestimos as calças de pressoterapia e vamos drenar (mas isso fica para uma próxima #BsRoadToFit).

Sendo absolutamente sincera, este tratamento desce verdadeiramente a temperatura corporal. Como, normalmente, vou cheia de pressa para a BodyConcept e cheia de calor, ao início sabe-me bem. Mas a partir dos 10 minutos começo a ficar com frio… à séria. No entanto, para me distrair, levo um livro ou vejo uma série na Netflix e acabo por me conseguir distrair. E, sendo ainda mais sincera, é muito mais fácil para mim tolerar o frio da crioterapia do que o calor da manta de sudação.

Não vos vou falar sobre peso, porque só me quero voltar a pesar quando fizer um mês de tratamentos. Até lá, vou fugir da balança e não deixar que os números que ela mostre me condicionem e me “minem” a cabeça. Sobre isso, falamos no início de Agosto, combinado?

E vocês, já fizeram crioterapia? O que acharam deste tratamento?


Vão lendo todas as aventuras da #BsRoadToFit AQUI.