Como sobreviver às compras de Natal?

A C&A lançou um dos press kits mais divertidos que já recebi e muito bem enquadrado, com 10 dicas para sobreviver às compras de Natal. Considerando as multidões que tenho visto nos últimos tempos a invadir os centros comerciais, acho que veio mesmo a tempo.

Como sobreviver às compras de Natal?

Leiam as dicas e sigam-nas para umas compras de Natal mais despreocupadas e menos stressantes:

Sofa surfing: Bem-dita a Internet que nos permite não só comprar a partir do nosso sofá, em pijama, de manta e chinelos, mas também termos uma ideia do que podemos encontrar nas lojas. É uma excelente forma de encontrar ideias brilhantes para os presentes de Natal e poupar tempo.

Pensar com antecedência: O pior inimigo das compras natalícias é a pressa de última hora. Para evitar comprar a primeira coisa que vê, a melhor estratégia será planificar e escolher os presentes com antecedência sem deixar tudo para o dia 23 de Dezembro.

Mãos protegidas: O eterno dilema entre apanhar frio ou de poder usar as mãos para tudo o que necessitemos. As mitenes-luvas tornaram-se num must do período de compras, permitindo passar do frio da rua a fazer perguntas por telefone ou escolher entre o “toque” das camisolas com um simples gesto, sem ter que tirá-las. Mãos sempre protegidas.

Faça uma pausa: Concentrar as compras em poucos dias muito intensos não significa que não possamos ter pausas merecidas. Além disso, este excesso de exercício pode provocar desidratação. Porque não solucionar esta questão com a dose de água necessária? Permite recuperar forças para o resto do dia e, no formato adequado, pode ser levada na mala e poupar tempo.

Na comparação está o ganho: E também o presente perfeito. Comparar preços e qualidade ajuda-nos a decidir entre alternativas semelhantes e a comprovar qual se aproxima mais do presente adequado.

Como sobreviver às compras de Natal?

Não subestimar as listas: Não há melhor sensação que ver como vamos traçando nomes e avançando na nossa to-do list de compras natalícias. As listas são um método infalível contra o pesadelo de chegar a casa e dar-nos conta de que nos esquecemos de presentes de familiares ou amigos que voltam a casa no Natal.

Dizer não aos saltos altos: Há milhões de ocasiões onde se pode usar high heels, mas esta não é uma delas. Para sobreviver a uma intensa jornada de compras é essencial encará-la com espírito prático (e filosofia) e escolher calçado cómodo. E para evitar problemas, nunca é demais levar uma caixa de pensos rápidos na mala.

Não fazer jejum: Passar horas sem comer pode aumentar o cansaço numa actividade já de si maçadora. Para quem tem mais pressa e prefere não fazer uma pausa a solução ideal é o açúcar to go: umas guloseimas na mala dão ânimo na jornada de compras.

Não arrisque ficar sem bateria no telemóvel: Porque a troca de mensagens é uma actividade essencial nas compras e nunca sabemos quando temos que perguntar aos nossos contactos mais próximos a sua opinião acerca de uma possível prenda ou até enviar fotos para escolher. Acima de tudo, ter bateria.

Não esquecer de ter sempre em mente o motivo mais importante por trás das compras: desfrutar. Tenha à mão a sua playlist favorita para quando andar em busca de presentes e deixe-se levar pelo Christmas Spirit.