A minha melhor amiga faz anos

A Ana faz anos hoje. E porque é que isso é tão importante para mim? Porque, como acontece com todas as pessoas que mais amo neste mundo, é importante para mim celebrar a existência dela. Afinal, é a minha melhor amiga.

A Ana não é a minha melhor amiga há uma vida, mas parece mesmo que sim. Na verdade, conhecemo-nos há relativamente poucos anos mas, desde que lhe dei um espacinho, foi-se aninhando em mim. Cá dentro, sabem? Aos poucos, fez com que o conceito de amizade se tornasse em algo mais forte. Tornou-se a minha melhor confidente, o meu pilar. Uma espécie de Christina Yang para a Meredith Grey. Sim, a Ana é a pessoa que me ajudaria a enterrar um corpo. Aliás, a Ana é a pessoa que me ajudaria num homicídio, se precisasse. Ela é esse tipo de pessoa.

Ela é a mulher mais incrível e completa que conheço. O sorriso dela enche uma sala. Não é possível estar ao pé da Ana e não se estar bem. Mesmo quando está triste, disfarça tudo para alegrar quem está em redor. Prefere guardar a sua dor para quando está sozinha, para não sobrecarregar ninguém. Há lá mais alguma alma com tanta luz como esta? Não, garanto-vos que não.

A Ana ama com tudo o que tem. Dá aos outros tudo o que é seu e enche o mundo com amor. Mas a Ana tem os pés muito bem assentes na terra. Tem ambição e luta pelos seus sonhos. É uma mulher num mundo de homens e faz o que lhe compete muito melhor que muitos deles. Sabem porquê? Porque mais do que ser uma profissional competente, a Ana é uma mulher justa e trabalhadora. Sou muito abençoada por ter este exemplo ao meu lado.

Quando estou com a Ana, tudo melhora. Há paz em qualquer momento de caos. Porque ela não é aquela amiga que passa a mão pelo pêlo. A Ana ralha quando tem de ralhar, porque faz parte de uma boa amiga saber chamar-nos à razão. Ela faz isso como ninguém. Está lá em todos os momentos bons, mas também nos momentos maus.

O melhor sobre a Ana, para além de ser a minha melhor amiga, é que, mesmo com todas as adversidades que a vida lhe tem colocado no caminho, ela nunca se rendeu. Nunca desistiu de continuar a lutar pelos seus sonhos, pelos que não se podem defender nem pelo amor. Não deixou que as pedras no caminho determinassem quem ela é, que a deitassem abaixo ou que mudassem o seu futuro.

Ser amiga de uma pessoa assim enche-me de orgulho. Porque não importa se não estou com ela todos os dias. Ela é a minha pessoa. A pessoa.

Parabéns, melhor amiga do mundo.