Já me pus para aqui a falar, mas ainda nem sequer postei a minha “dieta”. Na verdade, não é bem bem uma dieta mas, sim, a passagem para uma alimentação mais saudável, que eu tanto estava a precisar.
Quem me ajudou na elaboração desta dieta foi a minha nutricionista que, de acordo com as minhas necessidades alimentares e com os meus gostos, fez um planeamento mais saudável do meu dia.

Aqui está ela:
9:00 – Pequeno-almoço: Meio pão integral(ou de sementes) com uma fatia de fiambre de perú/frango e/ou com queijo fresco/requeijão + uma peça de fruta

11:00 – Lanche da manhã 1: A outra metade do pão integral(ou de sementes) com uma fatia de fiambre de perú/frango e/ou com queijo fresco/requeijão

12:13 – Lanche da manhã 2: Gelatina light + fruta + queijo da “Vaca que Ri” light + iogurte (escolher apenas dois)

14:00 – Almoço: Aqui, basicamente, é apenas cortar com os fritos, molhos e, sempre que possível, com os hidratos de carbono. Nos 7 almoços da semana, apenas em 3 posso comer um almoço com hidratos, sendo que nesse dia tenho de ir ao ginásio.

16:30 – Lanche da tarde 1: Gelatina light + fruta + queijo da “Vaca que Ri” light + iogurte
(um ou dois deles, se possível que não tenha comido de manhã)

18:30 – Lanche da tarde 2: Se for ao ginásio, devo comer qualquer coisa antes. Como vou gastar energia, a sugestão é comer duas tostinhas integrais com uma fatia de fiambre de perú ou frango

21:30 – Jantar: Sem hidratos de carbono, sem excessos de comida. A verdade é que, quando chego ao jantar, já não tenho muita fome por isso posso comer uma sopa, uma salada ou até mesmo a carne e o peixe (cozidos ou grelhados) acompanhados com uma salada. O que importa é que coma “pouco”, até porque vou dormir pouco depois.

Et voilá. Parece simples, right? Olhando bem para a lista nem sei bem porque é que desisto sempre ao segundo dia… Vamos lá ver se esta semana me porto bem e vejo os resultados!