Quando a Huawei anunciou o lançamento do P20, o mundo ficou em alvoroço. A marca já anda a revolucionar o mercado há alguns anos mas com o Huawei P20, levaram o jogo ao próximo nível. Em termos fotográficos, que é aquilo que, hoje em dia, mais se procura num smartphone, conseguiu bater a concorrência. É claro que tinha de aproveitar!

Ando, há umas semanas, a testar o Huawei P20 (ainda não pus as mãos no Pro, mas espero que esteja para breve) e só tenho coisas boas a dizer sobre ele. Aqui ficam as 7 características que gostei no Huawei P20!

A rapidez do carregamento 

Huawei P20A velocidade com que o Huawei P20 carrega é uma maravilha. Mesmo! O equipamento vem com o seu carregador fast charge que, já tendo uma entrada diferente da maioria dos Androids, carrega realmente super rápido!

A duração da bateria

Embora a duração do Pro seja superior (4,000mAh), a do P20 normal é de 3,400mAh, o que é bastante bateria para um dia, mesmo com uma utilização regular.

O design

Huawei P20Elegante, fino e resistente. É assim que percepciono o design do Huawei P20. Apesar de ser um equipamento relativamente grande, é ergonómico.

A fotografia mais rápida

Sabem aqueles momentos imperdíveis, que queríamos mesmo registar através de uma fotografia mas que, entre tirar o telemóvel do bolso, abrir a câmara, focar e disparar perdemos o timing? O Huawei P20 resolveu o problema! O Ultra Snapshot é uma das características deste modelo que permite tirar uma fotografia carregando apenas duas vezes no botão de diminuição do volume. Sim, mesmo com o telefone bloqueado.

Inteligência artificial na fotografia

Huawei P20

Quando ligamos a câmara e apontamos para certos cenários, como é o caso de zonas verdes ou documentos, a câmara consegue reconhecer o tipo de imagem que estamos a querer fotografar. Aquilo que faz é optimizar as características da câmara de modo a apanhar as melhor características do tipo de cenário. Apesar de, na maioria dos casos, ser bastante vantajoso, quando tento captar cenários verdes, acho que as cores ficam demasiado vibrantes e pouco naturais. Mas, nos restantes tipos de cenário, funciona muito bem.

 

Nó dos dedos 

Lembro-me que já existia esta característica no Huawei P8 e no Mate S, que usei durante bastante tempo. É algo que dá imenso jeito e que tenho usado recorrentemente. Batendo duas vezes com o nó do dedo no ecrã, faz-se automaticamente a captura de ecrã. No entanto, desenhando certas letras (C, E, M e W) podem activar determinados controlos como abrir a câmara fotográfica, a app do tempo, ligar a música ou abrir o Chrome, por exemplo.

Reconhecimento facial

Apesar de saber que é um método de desbloqueio potencialmente menos seguro (sabe Deus quem vai tentar abrir o meu telemóvel e que tem um rosto semelhante ao meu), o reconhecimento facial é bastante prático e rápido. Aliás, é instantâneo! Depois de configurada esta característica, o telemóvel desbloqueia automaticamente assim que vê o nosso rosto.